Yotsuba, de Kiyohiko Azuma 📖 Leituras do Solari #162

Amigo meu tem uma frase para descrever as perguntas curiosas que a filha dele faz sobre o mundo: “filhósafa”. De fato, quando adultos muitas vezes perdemos essa capacidade de enxergar o novo e fascinante que se escondem no cotidiano. Não questionamos mais os porquês do mundo porque nos acostumamos com eles, o céu é azul porque… sim. Nós nascemos cientistas, mas o pragmatismo da vida nos transforma em técnicos.

Entre Yotsuba, perfeita “filhósofa” na versão japonesa. Trata-se de um mangá publicado originalmente entre 2005 e 2007 sobre uma menininha de cinco anos cheia de energia e curiosidade contagiante, em histórias sobre ela muitas vezes entendendo comicamente errado o funcionamento de coisas cotidianas. Com publicação parcial em inglês pelo que vi e nada aqui em Terra Brasilis.

Eu li 5 dos 14 volumes e o mangá é um sossego. Uma história pode ser Yotsuba simplesmente descobrindo o ar-condicionado ou a escada rolante do shopping, aprendendo a andar de bicicleta, se trancando no banheiro da casa nova, simplesmente brincando numa poça da chuva ou saindo pra caçar cigarras no verão e soltando-as todas na casa da coitada da vizinha. Essa pestinha.

E de certa forma eu me sentir descobrindo essas coisas do cotidiano junto com ela. “Ah, é assim que se escreve gakkou (学校) escola.” “Nossa quanta coisa legal para fuçar nessa loja, olha que interessante o que eles estão jantando”. De certa forma eu voltei aos tempos de estudo e escola ao aprender o japonês, portanto me senti em casa com as histórias de Yotsuba.

Gostei muito do traço do mangá também. Há uma combinação entre os personagens mais cartunescos – e aquelas reações exageradas do mangá – com fundos fotorealistas belíssimos, e com uma quantidade de detalhes que me fez querer ter um painel gigante. Cidades, parques, lojinhas de conveniência, edifícios ou castelos. É uma declaração de amor às ruas tranquilas do Japão.

Acho que as observações interiores podem entediar o adulto que esqueceu mesmo a “filhosofar”, mas pra mim Yotsuba foi uma leitura muito especial. Foi o primeiro mangá que eu consegui ler em japonês, e só desse lado acho que a série vai sempre ficar em um cantinho especial do meu coração.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: