Uzumaki, de Junji Ito ūüďĖ Leituras do Solari #200

Junji Ito j√° apareceu no canal com Fragmentos do Horror, colet√Ęnea de contos de sua volta mais recente √† ativa. J√° Uzumaki, lan√ßado originalmente no final dos anos 1990, √© considerado a sua grande obra. A pequena cidade costeira de Kurozu √© tomada por uma curiosa maldi√ß√£o em espiral que se manifesta do vento √†s mentes, em uma das melhores hist√≥rias de horror que eu j√° li.

A edição é caprichada da Devir, da coleção Tsuru, que tem outros mangás já resenhados aqui no canal também, como O Homem que Passeia e O Gourmet Solitário, ambos de Jiro Taniguchi.

Uzumaki traz claras influ√™ncias do horror ocidental como Stephen King e Lovecraft, aliado √† perspectiva e o folclore japon√™s. Acho injusto uma compara√ß√£o direta, chamar de Junji Ito de “Lovecraft do Jap√£o”, porque acho que ele traz uma consist√™ncia maior no terror que acontece em Kurozu. A principal influ√™ncia que o pr√≥prio autor menciona em entrevistas √© a atmosfera de terror Lovecraftiana.

Mas o terror em espiral se manifesta de diversas formas, um homem obcecado por carac√≥is, rodamoinhos de vento, impress√Ķes digitais, o girar da luz de um farol, a atra√ß√£o de um rodamoinho, cachos de cabelo, corpos contorcidos, andar em c√≠rculos, o perfurar de uma furadeira, o retorno c√≠clico do tempo. Mas mesmo com essa variedade, existe uma consist√™ncia nesse terror em espiral que conecta tudo. Tamb√©m existe uma mistura de horror mental e f√≠sico, quando Lovecraft eu diria que √© muito mais do horror mental.

O livro √© dividido em 20 cap√≠tulos que mostra o progressivo crescimento da maldi√ß√£o da espiral, que come√ßa com lago inocente como a excentricidade de um senhor obcecado em observar o casco de um caracol. Essa progress√£o gradual √© muito interessante, pois mostra a racionaliza√ß√£o das pessoas tentando aceitar em suas mentes essa influ√™ncia sobrenatural, conforme ela ganha propor√ß√Ķes apocal√≠pticas.

√Č uma obra de verdadeiro amor e rever√™ncia ao medo, que voc√™ realmente n√£o sabe para onde vai. A pr√≥pria obra te suga e confunde como uma espiral.

Deixe um coment√°rio

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em coment√°rios s√£o processados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: