Exhalation, de Ted Chiang ūüďĖ Leituras do Solari #191

Ted Chiang √© um dos meus autores favoritos de fic√ß√£o cient√≠fica porque cada hist√≥ria nasce de uma profunda curiosidade que ele possui sobre o assunto. Ele que escreveu o conto que baseou o filme A Chegada que j√° mostra um tema recorrente encontrado neste livro de contos: a precogni√ß√£o como profecia autorealizada. E o que acho que √© o tema central do que li de Ted Chiang, principalmente nessa colet√Ęnea: a aceita√ß√£o.

Quais as implica√ß√Ķes da viagem no tempo se fosse imposs√≠vel mudar a linha temporal? Conforme uma intelig√™ncia artificial se assemelha da intelig√™ncia humana, ela n√£o teria que ser criada como uma crian√ßa humana?

Sempre tenho dificuldade de resenhar livros de contos, porque afinal n√£o estou falando de uma hist√≥ria, mas de diversas narrativas e sempre fico em d√ļvida sobre o quanto devo me aprofundar em cada uma. Mas algo que sempre tento me perguntar √©: que temas todos esses contos tem em comum.

Vamos conversar sobre cada um deles.

The Merchant and the Alchemist’s Gate

Talvez o meu conto favorito da colet√Ęnea, que j√° tinha ouvido em forma de podcast anos atr√°s. Mistura f√°bulas ao estilo das Mil e Uma Maravilhas Ar√°bicas com fic√ß√£o cient√≠fica e viagem no tempo. Um comerciante encontra um mercador que possui um portal para vinte anos no futuro, e as implica√ß√Ķes n√£o pensadas da viagem no tempo. E se voc√™ ver que esta vivo em vinte anos, poderia se achar imortal e lutar em batalhas sem se preocupar. Mas quem sabe, quem busca esse tipo de garantia n√£o se encontraria no futuro em primeiro lugar.

E temos casos curiosos, como um homem que vai ao futuro e rouba dele velho, perde tudo, passa a vida pra repagar ele mesmo. Al√©m de paradoxos temporais e me lembrou as trag√©dias gregas, como √Čdipo Rei, em que tentar mudar o destino √© justamente o que o realiza.

Exhalation

Um sci fi sobre um rob√ī que abre o pr√≥prio c√©rebro tentando entender o seu funcionamento, com ares meio steam punk, da consci√™ncia funcionando atrav√©s de filamentos de ouro mantidos suspensos no ar. Com seus c√©rebros ficando mais lentos, √© contemplado com a ideia que a perda de press√£o de seu universo vai levar inevitavelmente a uma esp√©cie de dem√™ncia. Lembrou a perda inevit√°vel de energia do nosso pr√≥prio universo, assim como o roubo de energia de outro universo de Os Pr√≥prios Deuses, de Asimov.

What’s Expected of Us

Um conto aparentemente simples, que Ted Chiang leva a implica√ß√Ķes curiosas. Trata de um “pdictor”, um aparelho semelhante a um controle de garagem cuja luz pisca um segundo antes de voc√™ apertar. Ou seja, algo bobo assim acaba com a ideia de livre arb√≠trio e traz de novo a ideia de inevitabilidade; e como a mente lida com a inevitabilidade. Depois de algumas semanas obcecadas com o brinquedo, se torna uma praga cognitiva, um pensamento que mata o pensador. Semelhante ao Lovecraft, algo que voc√™ escuta ou v√™ que te deixa louco.

The Lifecycle of Software Objects

O conto mais longo do livro, que por sinal eu já li anos atrás em formato de novela, sobre digiens, inteligências artificiais que são criadas para ser uma espécie de pets, mas que se desenvolvem ao longo de décadas com seus donos.. Deixo o link na descrição do vídeo para não me repetir. Um tema que ele menciona é como uma consciência análoga à humana leva tempo para se formar. E talvez requira de uma atenção de pessoas, treinadores mais do que programadores.

Dacey’s Patent Automatic Nanny

Conto de tom vitoriano positivista sobre um cientista obcecado em criar uma bab√°-rob√ī para os filhos, sem nem passar pela cabe√ßa ele mesmo cuidar da crian√ßa. Invers√£o da ideia do conto anterior anterior: como seria uma mente humana cuidada por uma m√°quina?

The Truth of fact, The Truth of Feeling

Conto sobre o impacto intelectual de Life logs, gravação da vida inteira. Como uma filha que consegue escrever apenas com o auxílio de software; lembrou o japonês, a diferença entre saber escrever os kanjis ou digitar e reconhecer na tela

E depois chega no REmem, software que mostra automaticamente a sua memória relacionada ou que você fala ou ouve; substituir a memória; lembra um google pessoal no qual você pode buscar a sua vida.

Enquanto isso, o conto pula para um mission√°rio em uma vila africana para mostrar na nossa mente o impacto de uma tecnologia que j√° temos: a escrita. Bel√≠ssima explica√ß√£o da escrita: ‚Äúum homem pode contar uma hist√≥ria por sinais, e outro pode olhar os sinais e ouvir o que o primeiro home disse, e saber a hist√≥ria como se estivesse onde ela aconteceu‚ÄĚ.

Nós não costumamos pensar na escrita como uma tecnologia, mas ela é. Assim que somos alfabetizados começamos a nos tornar ciborgues.

The Great Silence

Conto bem simples sobre o paradoxo de fermi, e… papagaios conscientes? Confesse que esse eu n√£o entendi muito bem

Omphalos

Conto interessante como seria a nossa sociedade se houvesse confirma√ß√£o cient√≠fica de que o mundo foi criado h√° 10 mil anos por deus, m√ļmias de homens primordiais sem umbigo, etc. Ideia curiosa de que se Deus criou o mundo, pode ter feito criaturas com a mem√≥ria de um passado que n√£o existiu.

Anxiety is the Dizziness of Freedom

Sobre os prism, aparelho que cria uma realidade paralela na qual voc√™ pode conversar com texto ou v√≠deo com voc√™ mesmo. Voc√™ pode ver como a sua vida teria sido, ao ativar o prisma, uma √ļnica mol√©cula afetada vai mudando o mundo exponencialmente e em um m√™s o clima do planeta √© diferente. Teoria do caos, o bater das asas de uma borboleta na China afeta o clima em Nova York

Deixe um coment√°rio

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Voc√™ est√° comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em coment√°rios s√£o processados.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: