RRR, de André Bergs e Thawatchai Chunhcai 📖 Leituras do Solari #137

HQ experimental mistura animação e quadrinhos, mostrando o potencial criativo do formato no digital

Meses atrás eu fiz uma resenha da HQ Protanopia, de André Bergs, que mistura animação e o giroscópio de tablets e celulares para criar uma experiência única de quadrinho digital. A animação obviamente cria uma sensação de movimento que não existe no impresso, mas pra mim o giroscópio foi a principal atração, dando uma profundidade incrível.

Enquanto Protanopia era um experimento gratuito, Bergs retorna agora junto de Thawatchai Chunhcai em RRR 1, HQ digital disponível por R$ 6,9. E, de fato, tudo o que havia como ideia interessante está de volta de forma aprimorada nesse novo volume. A movimento e sensação de profundidade, já impressionantes antes, agora estão de cair o queixo. Protanopia parecia um estudo, RRR o trabalho de alguém já bem mais confiante de sua técnica.

A história em si acompanha um grupo de bichos antropomórficos mercenários espaciais rumo a um planeta prestes a ser destruído. Gostei muito da estética de “desenho animado de sábado de manhã”. É colorido e divertido, com personagens como um urso com jeitão de Han Solo, uma raposa mecânica e uma lula alienígena.

A história é engajante e o gimmick técnico não deixa de impressionar, mas é uma pena que é um primeiro volume ainda muito curto. Eu não consigo imaginar o trabalho que deve dar animar cada um desses belos quadros animados, eles falam de 3 dias de trabalho para cada quadro, você percebe amor e cuidado e atenção aos detalhes. Como uma faísca que passa chamuscando em frente a um personagem, ou a construção de naves em fuga como objetos sólidos que parecem mesmo sair da tela.

O trabalho e capricho explicam o tamanho de RRR, mas faz com que a obra ainda fique parecendo como um experimento ainda mais interessante que Protanopia, mas um experimento. Mesmo assim, estou intrigado para ver o que vem por aí. Eu sempre defendi que o digital poderia trazer formatos mais ambiciosos do que replicar o impresso.  E isso RRR entrega. Parece ser um artefato do futuro, uma HQ conforme prometida pela ficção científica. Os autores estão tentando fazer esse novo e trabalhoso formato dar certo comercialmente, e eu quero acreditar.

Mas se você ainda não está convencido, você pode baixar de graça tanto o Protanopia quanto o Plastiek, app da empresa de Bergs e Chunhcai, que tem amostras de RRR, assim como dados sobre a sua criação. Também tem a página deles no Patreon com mais informações.

Um comentário em “RRR, de André Bergs e Thawatchai Chunhcai 📖 Leituras do Solari #137

Adicione o seu

  1. Acho bacana demais a mescla das artes, não é o primeiro projeto assim, Fábio Yabu fez isso em sites com os quadrinhos dele. Valeu o texto, curti muito! =)

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: